Carlos Gonzaga nasceu em 10 de fevereiro de 1926, na pequena cidade de Paraisópolis, sul de Minas Gerais. Morou nesta cidade até seus 17 anos. Depois mudou-se para Campos do Jordão. Ele é um cantor brasileiro que fez sucesso cantando versões em português de músicas internacionais, principalmente a versão da canção Diana (sucesso original de Paul Anka - versão de Fred Jorge), gravada em 1958, que vendeu milhares de cópias. Um dos grandes nomes da música brasileira, lançou músicas que marcaram época, entre elas, "Oh! Carol" e "Cavaleiros do Céu", "Adão e Eva", "Foi Teu Beijo" e "Calypso de Amor".

Começou a carreira cantando guarânias e boleros, incorporou o rock'n'roll ao seu repertório em meados dos anos 50. Notabilizou-se cantando versões, como "Meu Fingimento" ("The Great Pretender") (The Platters/ versão de Haroldo Barbosa). Continuou como cantor de rock até meados da década de 60, e em 1994 a RCA lançou uma coletânea. Fez shows por todo o país e é reconhecido internacionalmente, se apresentando nos principais palcos da América Latina.

Carlos Gonzaga era contratado da TV Record em 1957 e só cantava samba canção, calipso e guarânias. Foi então que em 1958 gravou "Diana", uma versão da música original de Paul Anka e dai para frente só cantou rock, chamado na época de “musica jovem”, em sua maioria, versões de Fred Jorge, que era um compositor que fazia versões também para Celly Campello. Carlos Gonzaga gravou durante 20 anos pela RCA Victor, entre outras gravadoras onde esteve por menos tempo.

Carlos Gonzaga, além das versões das canções de Paul Anka, alcançaria um grande êxito quando gravou a versão em português da música tema da série de TV Bat Masterson, provavelmente o mais famoso no estilo bang-bang dos que foram exibidos na televisão brasileira nos anos de 1960. No cinema, atuou em "Virou Bagunça". Em 2005 participou do programa Cidade Nota 10, da Rede Bandeirantes, representando Santo André. Em 2006 recebeu o título de "Cidadão Andreense".

Carlos Gonzaga, que tinha um repertório que incluía sambas, boleros, guarânias e até músicas de carnaval, fez, já aos 34 anos de idade, a sua primeira incursão pelo gênero "rock 'n roll", gravando, no dia 24-01-58 (lançamento em abril), a antológica "Diana", versão de Fred Jorge para o original de Paul Anka, um marco na história da música jovem no país. Todavia, como o rock era ainda encarado como um modismo passageiro, ele não abandonou o seu estilo e seguiu mesclando hits da juventude como "Oh Carol", "Rapaz solitário", "Escada para o céu", "Adão e Eva" e tantos outros, com "country" ("Vale do Rio Vermelho", versão do clássico "Red River Valley" e "Bat Masterson"), samba ("Despertador"), tango ("Prece", versão de "Plegaria") e até música de carnaval ("No balanço da roseira" em 1959, "A luz do teu olhar" em 1962). Mas foi, sem dúvida, uma figura da maior importância na música jovem no Brasil. Quando a moda passou, o cantor caiu no ostracismo e se converteu às "Testemunhas de Jeová". Hoje se dedica mais à religião.

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

WZ

 
 
 
 
        Carlos Gonzaga        
• fechar janela •